Grupo Eco anuncia fusão com Obesogastro Clínica

O Grupo Eco anuncia fusão com a Obesogastro Clínica, referência em Curitiba em doenças do aparelho digestivo e endoscopia desde 2009. A nova unidade irá se chamar Eco Endoscopia e vai funcionar dentro do ECO Medical Center, que tem inauguração prevista para o primeiro trimestre de 2022, na capital paranaense.

A Obesogastro é dirigida pelo Dr. João Schemberk Jr. e dispõe de profissionais especializados, instalações modernas e investe em especializações e equipamentos com tecnologia de ponta para realização de procedimentos endoscópicos. Também fazem parte do corpo clínico o Dr. Alcides Branco, Dr. Thiago Chamma e Dr. Leandro Yoshimi.

Na Eco Endoscopia os pacientes poderão contar com um laboratório da motilidade gastro intestinal para estudos mais específicos da doença do refluxo e da constipação intestinal. A equipe será formada por clínicos como gastroenterologistas, hepatologista, cirurgiões do aparelho digestivo, cirurgia bariátrica, tratamentos da obesidade e diabetes com equipe multidisciplinar com psicologia, endocrinologia e nutricionista.

O CEO do Grupo Eco, Patrick Gil, conta que estão mapeando as melhores oportunidades relacionadas à saúde para levar para o primeiro empreendimento, Eco Medical Center, e garantir um mix com mais de 30 especialidades médicas em um só lugar, com atendimento de ponta. “A Eco Endoscopia vai servir a diversas especialidades existentes no Eco através de exames específicos, assim os pacientes terão à disposição uma medicina integrada e de alto nível de confiabilidade”, comenta Gil.

De acordo com o especialista em cirurgia digestiva, João Schemberk Jr., a Eco Endoscopia poderá atender pacientes em exames preventivos de rotina relacionados ao aparelho digestivo. “A endoscopia digestiva avalia uma série de doenças como refluxo, gastrite, presença de bactéria no estômago que pode causar úlcera ou até mesmo tumores. Já a colonoscopia é o exame do intestino grosso realizado para a prevenção do câncer de cólon. Este é o terceiro tipo de câncer que mais mata no mundo, por isso a prevenção é fundamental. A indicação é que pessoas acima dos 40 anos façam esses exames preventivos com regularidade”, explica.

Com informações da IEME Comunicação

Fonte: Fusões e Aquisições